Mais do mesmo, sem chegar ao fundo do poço

16 08 2017

Neste instante da política econômica brasileira o tema principal é a elevação do teto do Déficit Público para 2017 e 2018. Parece que vamos a 159 bilhões. O que requer autorização do Congresso. Trata-se de um atestado de incompetência da equipe econômica de Temer, ainda assim, bem mais equilibrada do que a de Dilma.

O valor do déficit é monstruoso mesmo em se tratando de uma enorme economia como a brasileira. Porém, é ínfimo, se comparado aos montantes bilionários que a toda hora e há anos têm seus desvios investigados e publicados Brasil afora. Assim, fica fácil acreditar na informação propagada por alguns setores da política de que o lulopetismo teria, até sua saída promovido prejuízos da ordem de 1,7 trilhões de reais nos últimos anos de seus governos. E que ainda estaríamos pagando essa conta astronômica, criada por esses criminosos, diga-se de passagem, apoiados e eleitos com e pelo mesmo PMDB de Temer.

Já não há como dar crédito ao Governo Temer no que tange ao arremedo de ajustes no custeio da máquina pública, com superficial redução no número de ministérios, de cargos comissionados a serem ocupados e simples e até criminoso corte em investimentos, como se estes pudessem ser considerados apenas como despesas. Na verdade, a sangria criminosa foi bem maior do que se podia imaginar e ruim de ser assumida pelo governo atual, mais preocupado em poupar seus membros de vexames judiciais já bem julgados pelo povo esclarecido.

Não se ouve falar em corte ou redução de privilégios nos Três Poderes da República. Em todos os seus gabinetes de luxo, milhares de autoridades queimam anualmente bilhões e bilhões de reais suficientes a resolver bem as carências da Saúde, por exemplo. Esbanjam os recursos da Nação Brasileira com a compra e manutenção desnecessária de milhares de veículos e moradias funcionais, por entre astronômicas despesas de representação, muitas vezes ilícitas. Está tudo às claras e em alguns casos muito bem denunciados publicamente. Também é público e notório que nosso povo ainda está pagando a conta de boa parte dessa roubalheira através do aumento no preço dos combustíveis. Ainda querem aumentar taxas e impostos, quando deviam estar promovendo severa desoneração fiscal e tributária no país. O sistema financeiro brasileiro rouba descaradamente a população sob os auspícios do governo brasileiro, sócio dessa empreitada. Isso deveria envergonhar nossos governantes. Ao contrário, na cúpula dos Três Poderes da República o que se vê são armadilhas e conchavos políticos visando apenas salvar a pele de verdadeiros vagabundos das raias da justiça. Aliás, escândalos políticos via Operação Lava-jato ou outros meios já fazem parte do nosso cotidiano. Precisamos é olhar para frente, em busca de um Projeto de Brasil, um Programa Civilizatório para nosso povo e pautar a reforma política possível nesse esforço.

Este é apenas um breve instante da situação vivida pela sociedade brasileira, aparentemente resignada ou achando que tudo é uma brincadeira passageira, curtindo suas incompetências, mesmices e imoralidades político-administrativas. Portanto, haveremos de continuar rumo ao fundo do poço, isso caso o Governo Temer saiba onde ele fica.

 

Roberto Carlos Rangel Costa é Arte-educador, escritor e jornalista da Prefeitura Municipal de Cabedelo-PB.

Anúncios




Gestão do prefeito Leto Viana é a 2ª mais bem avaliada pelo Conselho Federal de Administração

18 07 2017

Cabedelo é a 2ª cidade paraibana mais bem avaliada no Índice de Governança Municipal do Conselho Federal de Administração (IGM-CFA), que mede boas práticas de gestão pelo Brasil. O levantamento consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Gastos e Finanças Públicas, Qualidade da Gestão e Desempenho.

A cidade portuária se destacou com uma média de 0,594, ficando à frente de municípios como Patos, Campina Grande e Conde. A premiação acontecerá nos dias 27 e 28 de julho, em Campina Grande, durante do II Fórum Paraibano de Gestão Pública, promovido pelo Conselho Regional de Administração da Paraíba (CRA-PB), e contará com a presença do prefeito Leto Viana

O Índice CFA de Governança Municipal se destaca e se diferencia de todos os demais índices já utilizados no contexto brasileiro para mensuração da performance municipal, uma vez que contempla uma visão mais ampliada sobre as dimensões da governança pública, e em especial, sobre a relação entre a dimensões fiscal, gestão e desempenho.

“Esse reconhecimento só mostra que estamos no caminho certo, construindo uma gestão participativa, responsável e compromissada com o povo e com o desenvolvimento de Cabedelo. Mais do que nos honrar, essa notícia nos motiva a continuar trabalhando, a continuar buscando parcerias que possibilitem o crescimento da cidade. Tudo dentro da legalidade e da responsabilidade que sempre pautaram nossa gestão”, destaca Leto.

Considerando a importante crise financeira que, há meses, atinge todos os municípios brasileiros, bem como a própria crise política brasileira, sem dúvidas os resultados mostrados pela gestão cabedelense chama a atenção. É interessante notar, ainda, que o prefeito Leto Viana continua conquistando apoio político e da população local, inclusive com o anúncio de novos vultosos investimentos em infraestrutura, educação e saúde, principalmente.

Secom Cabedelo





Prefeitura de Cabedelo(PB) é contemplada com verbas federais para reformas do Teatro Santa Catarina e do Campo de Futebol

19 04 2017

A cidade de Cabedelo, município litorâneo de 65.000 habitantes, situado na Região Metropolitana de João Pessoa – PB, apesar da grave crise econômica que continua afetando a grande maioria dos municípios brasileiros, não para de dar exemplos de boas práticas administrativas, controlando as contas públicas e investindo no social e na infraestrutura.  É que o município acaba de ser contemplado com dois novos convênios federais que vão possibilitar a reforma do Teatro Santa Catarina e do Campo de Futebol Francisco Figueiredo de Lima.

Ao todo, os dois convênios – frutos de articulações do prefeito Leto Viana junto à bancada federal – somam R$ 2.242.500 (dois milhões, duzentos e quarenta e dois mil e quinhentos reais). Vale lembrar que a homologação de convênios como esse só são possíveis graças a austera e correta política fiscal adotada pela atual gestão Leto Viana. Até o final de 2013, por longos anos, o município não podia receber aportes federais por estar negativado no Cauc – Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias, espécie de Serara da administração pública.

Para a reforma do Teatro Santa Catarina, o Ministério do Turismo disponibilizou R$ 487.500,00. A emenda impositiva aguarda a aprovação da proposta pelo Ministério para iniciar a contratação junto à Caixa Econômica Federal (CEF).

Já para a ampliação e reforma do Campo de Futebol, foram destinados R$1.760.000,00 do Ministério dos Esportes. A verba também aguarda aprovação da proposta para iniciar a contratação do convênio junto a CEF.

“Temos ido a Brasília articulado com a bancada federal paraibana para conseguirmos recursos que possibilitem, ainda mais, uma melhor estrutura para a nossa cidade. A reforma do Teatro Santa Catarina foi um compromisso nosso desde que assumimos e, agora, poderá ser realizada, devolvendo à população esse importante equipamento cultural. Assim como o Campo de Futebol, que vai possibilitar mais um espaço de lazer e esportes para os cabedelenses. Os convênios firmados são frutos de nosso trabalho, de nossa articulação e de nossa vontade de oferecer a Cabedelo mais desenvolvimento, mais estrutura e mais obras. Vamos entrar com uma contrapartida nas duas intervenções, e vamos torcer e trabalhar para que os trâmites legais e burocráticos – inerentes a todo convênio federal – sejam resolvidos de forma rápida”, destacou Leto.

As reformas – O Teatro Santa Catarina foi inaugurado pelo Governo do Estado da Paraíba no ano de 1987 e, de imediato cedido ao Município de Cabedelo. Em 2016, após vistoria, o local foi interditado para evitar acidentes, já que sua estrutura estava danificada. Desde sua inauguração, o Teatro nunca passou por uma grande reforma, apenas por reparos,

As intervenções previstas agora constarão da recuperação de toda a coberta e parte elétrica e hidráulica, banheiros e pintura.

Já o Campo de Futebol Francisco Figueiredo de Lima, no bairro de Ponta de Matos, passará por ampliação e reforma, com a construção do vestiário, recuperação das arquibancadas e da iluminação e aquisição de equipamentos – uma antiga aspiração da população cabedelense.

Fonte: Secom – Cabedelo





Combate à Febre Amarela – Faça a sua parte

16 03 2017

Não se trata de uma intercorrência virtual, uma mera especulação a respeito de alguns poucos focos da doença. A Febre Amarela é uma realidade no Brasil e precisa, logo cedo, que cada um faça sua parte no combate a essa epidemia.

É bom saber: Febre Amarela MATA e seu principal mosquito transmissor é AEDES AEGYPTI. Portanto, você está esperando o quê?

O Estado da Paraíba continua sendo uma área livre de Febre Amarela. Apesar disso, em fevereiro de 2017, veio a óbito, em João Pessoa, um turista vindo do Espírito Santo que foi notificado como caso suspeito. Os resultados dos exames estão sendo aguardados. Não houve registros posteriores que indiquem que outros casos suspeitos tenham chegado no Estado. Mas, e daí? Então, vamos ficar aguardando que a epidemia já real noutros estados da federação chegue até nós, para tomarmos a iniciativa do combate?

Ainda segundo o Ministério da Saúde(MS), em 2016, foram confirmados 07 casos em Goiás, São Paulo e Amazonas; 05 deles evoluindo para ÓBITO. Já em 2017, foram confirmados 63 casos da doença, nos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, São Paulo e Distrito Federal, sendo 34 MORTES confirmadas.

Nesta quarta-feira, dia 15 de março, a Agência Brasil informou a confirmação de 02 casos de Febre Amarela no Rio de Janeiro, na região de Cassimiro de Abreu, tendo 01 dos casos evoluído a ÓBITO.

Portanto, com a chegada das chuvas em várias regiões, aumenta bastante a proliferação do Aedes Aegypti que, todos sabem, é o principal transmissor não só da Febre Amarela, como da Dengue, Chikungunya e Zika vírus.

Se você vai viajar a estados onde já ocorre a doença, procure orientação de como obter a vacina contra a Febre Amarela. Caso sinta sintomas de qualquer uma dessas doenças, informe o serviço público de saúde mais próximo de você.

NÃO DEIXE QUE O MOSQUITO AEDES AEGYPTI CONTINUE MATANDO





Legado Satânico Lulopetista

15 03 2017

Recentemente, até o próprio Satanás andou virando aprendiz no mister de realizar maldades contra o povo brasileiro. É que tem certas maldades que não se contentam em cumprir suas funções mesmo que acertando diretamente o alvo pretendido. É como uma explosão de bomba atômica que, depois de detonada destruindo e torrando tudo ao redor, ainda fica por anos e anos contaminando quem do lugar se aproxima, e ainda chega mais longe. E isso tem tudo a ver com tal de Satã, no caso, Lulopetista.

Vá lá que na política brasileira das últimas décadas, onde se pratica muito mais politicagem do qualquer outra coisa, perdendo apenas para a terrível corrupção, o Satânico Lulopetismo não tem lá sozinho toda a culpa. Tem muito congressista travestido de gente do bem que, em surdina, vive de se locupletar das benesses do Poder e dos conluios engendrados pela recém-descoberta ORCRIM.

Sendo mais objetivo, os petistas quebraram a Economia Brasileira, possivelmente a Previdência Social, deram um baque na Petrobras e noutras empresas brasileiras e ainda vem por aí o rol de investigações que estão apurando a roubalheira nos fundos de pensões e no BNDES. Há quem diga que o país foi roubado pela ORCRIM e pelo Lulopetismo em alguns TRILHÕES de reais na última década. Não acredita? Até entendo. Afinal, quem acreditaria que a Justiça haveria de prender toda a cúpula do PT e dos governos Lula, Dilma e agora o de Temer, não é mesmo?

Lembremos que o atual vacilante e inoperante Governo Temer decorre da única opção legal de ocupação da vacância na Presidência do Brasil, após o merecido Impeachment de Dilma. Ao que, malfeitores da imprensa e da política, junto a um monte de “mortadelas” desavisados insistem em chamar de golpe. Essa gente faz de conta que esquece que o PMDB de Temer foi pelo PT e pela conveniência dessa falsa esquerda tupiniquim, escolhido para apoiá-los e ocupar a posição de vice-presidente nas duas últimas Eleições.

No entanto, o Satanás Lulopetista propriamente dito e mencionado no início deste artigo, de tão covarde e ardiloso, nunca mostra sua cara abertamente. Fica por ali encoberto pela nuvem de fumaça que parece misturar tudo num mesmo caldeirão cheio de pus e casca de ferida. Mas, felizmente, mesmo sendo quem é vai deixando suas assinaturas por onde passa ou fere com suas unhas negras. Está chegando a hora. Está bem mais perto o momento em que o povo haverá de retomar os destinos da Nação nas mãos.

Vale registrar que, a esta altura dos acontecimentos provocados pela Lava-jato, temos: Lula e demais petistas continuam mentindo para escapar da cadeia; congressistas tentam a todo custo descriminalizar o Caixa 2, em benefício deles próprios; o País finalmente confirma a participação de megaempresas em carteis para fraudar licitações bilionárias pelo Brasil afora; e que, agora, Governo e congressistas fazem de tudo para que o povo assuma a responsabilidade por pagar essa conta caríssima.

Esse mar de lama institucional fedendo a céu aberto conta com depoimentos na Justiça, como o de Lula neste último dia 14 de março de 2017. Pródigo em vender a falsa imagem por ele criada de maior presidente que o Brasil já teve; de quem elevou o País ao G-5; de quem tirou milhões da pobreza, no entanto, não se mostrou capaz de nem mesmo saber quanto ganha por mês. Na sequência, insistiu ainda de que nunca soube, não sabe e nunca saberá de nada que possa incriminá-lo em qualquer coisa errada. Percebem? Simplesmente, nesse aspecto da análise, tamanha competência seletiva nem mesmo Deus seria capaz de ostentar…

Quanto ao tal legado, apenas vejamos a situação da Saúde, Educação, Infraestrutura, Cultura e demais áreas de interesse social do Brasil para percebermos o quanto de embromação, mentira e má fé se alimenta o Satânico Lulopetismo e seus aliados de todas as siglas.

Se, ainda assim, não acredita nas palavras que escrevi, então apenas tente fazer a conta de quanto você, leitor, todo o povo e empresas brasileiras têm perdido mensalmente para a INFLAÇÃO.

Pense num legado do mal!…





Prefeitura de Cabedelo-PB continua investindo em reformas e construção de USFs pela cidade.

14 03 2017

O cuidado e a atenção com a estrutura dos equipamentos de saúde garantem um atendimento humanizado e com maior qualidade à população. Partindo desse princípio, a Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC), por meio da Secretaria de Saúde (Sescab), vem investindo na reforma, ampliação e construção das Unidades de Saúde da Família (USF) na cidade.
Ao todo, são oito USFs em reforma, em construção e que serão implantadas este ano por toda a Cabedelo, beneficiando moradores do Renascer, Intermares, Portal do Poço, Camboinha, Centro, Monte Castelo, dentre outros bairros. 
“Todos conhecem as dificuldades que os municípios brasileiros estão passando. No entanto, a determinação, prioridade e planejamento com que a atual gestão vem prestigiando a área da Saúde tem tornado possível uma verdadeira mudança na realidade, através da requalificação e renovação do padrão de serviços de saúde em Cabedelo. O controle de despesas e redução de desperdícios, novas rotinas de atuação em rede, além da saúde fiscal do município tem-nos permitido manter vários convênios junto ao Ministério da Saúde. São condições que, por exemplo, fizeram com que, recentemente, o município fosse contemplado com 10 novos consultórios odontológicos de última geração. Some-se a isso os esforços na aquisição de novas ambulâncias e viaturas de controle e combate às endemias. Tem sido um trabalho exaustivo, mas que vem sendo elogiado e servindo de exemplo e referência para vários municípios paraibanos”, destaca o secretário Jairo Gama.
 
Em reformas – Atualmente, duas USFs estão passando por intensas reformas. A USF Renascer III – Equipe I, localizada na rua Ambrósio de Miranda, vem recebendo climatização do prédio; construção de salas de expurgo e esterilização; e banheiros para pacientes e funcionários adaptados para portadores de necessidades especiais e outro na sala de enfermagem, para o melhor atendimento a exames pré-natais e citológicos, com maior segurança e conforto às usuárias. O consultório odontológico da unidade também vem passando por reformas, e vai receber novos equipamentos. A conclusão das obras está prevista para o mês de maio. 
 
A outra USF em reforma, com entrega prevista para o final de abril, é a dos Jardins, no Loteamento Alfa, Beta e Gama, próxima ao Posto Castelinho. O novo prédio, que ficará localizado em frente à Mata do Amém, permitirá instalações acima dos padrões exigidos pelo Ministério da Saúde (MS), com salas e consultórios mais amplos e com todos os equipamentos renovados. A USF Jardins será uma Unidade Modelo em Cabedelo. 
 
Em construção – No momento, Cabedelo conta com duas USFs em construção e praticamente em fase de conclusão, localizadas no Portal do Poço e no Loteamento Jardim Atlântico, em Camboinha. As duas unidades estão sendo construídas dentro do Programa Requalifica, e enquadradas pelo MS como de Porte I. Cada uma delas terá investimento de, aproximadamente, R$ 408 mil, com a PMC arcando com 30% desse valor. 
 
“Essas duas novas USFs são de suma importância para a melhoria na qualidade dos serviços prestados no município, bem como nas condições de trabalho dos nossos profissionais. Elas estão em áreas antes praticamente desassistidas, o que provocava gargalos de atendimento nas Unidades do Jacaré e Camboinha. Agora, elas absorverão as populações mais próximas daquelas localidades, prestando atendimento a, aproximadamente, três mil usuários, cada uma”, complementa a gestora de Atenção Básica em Saúde, Suênia Chacon. 
 
Para este ano, a Sescab planeja a construção de mais uma USF no bairro de Intermares, através do Programa Requalifica. O início das obras aguarda apenas a definição do local onde ela será instalada. 
 
Os moradores de Campina da Vila, Siqueira Campos e Monte Castelo também serão contemplados com reformas e ampliações de suas USFs esse ano. As intervenções serão realizadas com recursos próprios da PMC, e totalizam cerca de R$ 100 mil, cada. 
 
Fonte: Secom Cabedelo




Cabedelo elabora Plano de Contingência no combate à Dengue, Chikungunya e Zika Virus para 2017

23 02 2017

denguelarva_g

A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), por meio da coordenação da Vigilância em Saúde, realizou, na semana passada, uma reunião para o lançamento do seu Plano de Contingência no Combate à Dengue, Chikungunya e Zika Virus 2017. O encontro contou com a participação de representantes das várias áreas de governo que compõem o Comitê Gestor de Combate ao Aedes Aegypti, ligado aos trabalhos de controle e combate às doenças transmitidas pelo mosquito.
Desde 2014 Cabedelo mantém-se dentro dos parâmetros abaixo de 1% no Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa),  recomendado pelo Ministério da Saúde (MS). Porém, sua condição de cidade portuária e turística, deixa o município exposto a uma eventual epidemia. Por essa razão, a Sescab vem atuando preventivamente durante os períodos mais críticos de proliferação dessas doenças.
 
“São medidas cautelares que, somadas às ações emergenciais que colocamos em prática, pretendem minimizar os efeitos das chuvas mais frequentes neste período do ano, quando o Aedes Aegypti se reproduz com mais intensidade. Neste momento, o importante é que somemos todos os esforços, tanto o poder público como cada cidadão, no sentido de declarar guerra ao mosquito”, comenta a gestora de Vigilância em Saúde, Elisete Pimentel. 
 
Desde dezembro de 2016 foi constituída uma Comissão Executiva de Emergência para monitorar os pontos críticos e por em prática algumas ações emergenciais, ao lado das demais de caráter continuado, organizadas em dois eixos de ações principais:
 
Eixo 01 – Redução da ocorrência de formas graves dessas doenças. Preconiza ações de apoio técnico aos profissionais da Atenção Básica para o manejo dessas doenças; coleta de amostras de sangue dos casos notificados para encerramento por critério laboratorial; ampliação do número de coletas para isolamento viral para detecção do sorotipo circulante; adequação e distribuição do fluxograma com classificação de risco e manejo adequado do paciente com suspeita da doença; monitoramento do número de atendimentos dos pacientes suspeitos da doença e sua evolução para os sinais clínicos da forma grave; investigação e encerramento dos casos suspeitos nos prazos estabelecidos pelo MS; monitoramento e avaliação semanal dos casos suspeitos, informando a Vigilância Ambiental e ao 1º NRS; emissão anual de boletim epidemiológico informativo da situação dessa doenças no município.
 
Eixo 02 – Redução dos Índices de Infestação Predial (LIRA) para abaixo de 1% em todas as áreas críticas, através do fortalecimento do controle setorial. Esse eixo tem como objetivos específicos a realização de pesquisas para índice de infestação predial; intensificação do monitoramento do Aedes Aegypti nos pontos estratégicos; realização de bloqueios com tratamento focal e perifocal (bomba costal e/ou UBV), eliminação de criadouros e ações educativas nas localidades de maior incidência do vetor; e realização diagnóstico para identificação da origem das pendências do trabalho de rotina e planejamento de ações para redução dos índices dos imóveis não trabalhados.
 
Constam, ainda, nesse eixo de ação, a manutenção de visitas domiciliares, casa a casa, para eliminação de focos de mosquitos por meio dos controles mecânicos, químicos, biológicos, e de ações educativas; realização de ações conjuntas de Educação em Saúde no combate às doenças, através da Secretaria de Educação, que envolvam diretores, professores, alunos, pais, profissionais de saúde e comunidades; e a efetivação, articulação e monitoramento das ações de mobilização para a prevenção e eliminação de focos de Aedes Aegypti e Albopictus, com a atribuição de acompanhar e avaliar periodicamente o cumprimento das ações de combate ao vetor das doenças.
 
Coordenadas pelas Vigilâncias Ambiental e Epidemiológica, todas as ações previstas no Plano de Contingência preveem a participação integrada das Secretarias Municipais da Saúde (Sescab), Educação (Seduc), Infraestrutura (Seinfra), Meio Ambiente (Semapa), Turismo (Setur), Cultura (Secult), Planejamento (Seplan) e Comunicação Social e Institucional (Secom), além da Vigilância Sanitária. 
 
Fonte: Secom Cabedelo