Cabedelo realiza 3280 mamografias em 22 meses

26 08 2016

 

20160826_091146[1]

Quando uma política pública sai da retórica e mergulha na realidade podemos dizer que ela cumpre boa parte de seus objetivos, com impacto direto no bem-estar da população. É assim que o município de Cabedelo(PB) comemora mais uma vitoriosa ação de governo, a partir da implantação do Serviço de Mamografia Digital, em outubro de 2014, já tendo realizado 3280 exames em 22 meses(até 30 de junho de 2016).

O Serviço de Mamografia Digital de Cabedelo funciona na Policlínica Leonard Mozart, no bairro de Monte Castelo, cujos exames estão sendo oferecidos de rotina e preventivamente à população feminina a partir dos 40 anos de idade, anualmente. O serviço é gratuito e um dos principais recursos de diagnóstico do câncer de mama, um dos mais agressivos e de maior incidência em mulheres. Os eventuais casos positivos são encaminhados para exames complementares, como ultrassonografia e biópsia.

20160826_091130[1]

Idealizado pela vereadora Jacqueline Monteiro, com total apoio da gestão municipal, este serviço de saúde eleva de forma extraordinária a qualificação da Saúde do município, um dos doze entre os 223 municípios paraibanos a dispor de um mamógrafo.

Em conformidade com acertada política de apoio aos Serviços de Atenção Básica em Saúde, definida pela Secretaria de Saúde de Cabedelo(Sescab), com foco na prevenção e na utilização de eficientes recursos de diagnóstico, o Serviço de Mamografia, com esse número de atendimentos, alcança quase 40% das mulheres que estão dentro da faixa de idade do público alvo, em menos de dois anos de funcionamento.

“Realmente foi um desafio e uma grande conquista para a Saúde cabedelense. Pois, além de garantir tratamento de qualidade à população feminina, principalmente, o faz com maior conforto por funcionar aqui em nosso município. Antes, as pessoas tinham que se deslocar para João Pessoa ou Campina Grande e até estados vizinhos para realizar uma mamografia, cujos benefícios são incalculáveis para a saúde da mulher”, diz o secretário de saúde, Jairo gama.





Cabedelo continua investindo em meio ambiente

23 08 2016

 

gabinete_(12_de_27)[1]

A Secretaria de Meio Ambiente, Pesca e Aquicultura de Cabedelo(Semapa), apresentou novas aquisições de veículos, por ocasião da 25ª Reunião do Conselho Municipal de Meio Ambiente(Commea), na manhã de quinta-feira, dia 22 de agosto. Na ocasião, o secretário Walber Farias Marques destacou a importância dessa ação de governo.

“Pela primeira vez em muitos anos o município dá mostras de seu real compromisso para com o meio ambiente. Afinal, não adianta elaborar projetos e mais projetos sem que a Semapa disponha dos meios de execução de suas tarefas. E na atual gestão temos recebido total apoio do prefeito Leto Viana, na organização estrutural e nas ações da Secretaria, trazendo importante redução de custos operacionais e maior eficiência ao nosso trabalho”, disse Walber.

gabinete_(15_de_27)[1]

Foram apresentados aos membros do Commea 03 veículos novos adquiridos com recursos próprios do município, sendo: 01 Caminhão VW Constellation 17230 Trend(Baú), para uso na Coleta Seletiva; 01 Caminhão Ford Cargo 816, onde será acoplado um guindaste Munk, para serviços de arborização e paisagismo; e um Chevrolet Spin LTZ 1.8, para uso nos serviços de Fiscalização e Licenciamento Ambientais. O investimento total foi da ordem de 403 mil reais.

Na mesma linha, a Semapa informa o bom andamento da reforma do novo prédio, próprio da Prefeitura, onde funcionará sua sede muito em breve, contribuindo com a redução de custos com aluguéis e outras despesas atuais.

gabinete_(13_de_27)[1]

 





Cabedelo – uma cidade com políticas ambientais de verdade

17 08 2016

 

 

P15-09-00_06.32

Nas últimas décadas, ganhou força e destaque na mídia, na prática empresarial e de instituições públicas o binômio meio ambiente. Com isso, aos poucos, os diversos níveis de gestão de políticas públicas, principalmente, mas com impacto também na iniciativa privada, veem implementando normas e procedimentos de proteção do meio ambiente. Praticamente todas as iniciativas da construção civil, do uso e manejo do solo, da exploração turística, de lazer, comercial ou industrial dos recursos naturais e até mesmo para a simples derrubada ou poda de um exemplar da flora requerem, com base na lei, a devida licença ou autorização do órgão de fiscalização ambiental. São ações positivas que modernamente encorpam políticas voltadas aos conceitos de desenvolvimento sustentável e bem-estar social. Seus conceitos basilares estão nas salas de aula, em pesquisas de alto nível e na lei, porém, ainda precisam correr um longo caminho para se consolidarem como um valor ou traço cultural da nossa sociedade. Mas também temos bons exemplos, e sempre vale a pena exaltá-los. Um deles, o município de Cabedelo, no Litoral Norte Paraibano, vem fazendo seu dever de casa.

MatadoAmem

Como o nome sugere, Cabedelo é formada por uma estreita faixa de terra ladeada a leste pelo Oceano Atlântico e a oeste pelo Rio Paraíba, onde conhecemos a Praia do Jacaré. Seus aproximados 65 mil habitantes e visitantes usufruem de grande extensão de mar e rio, por entre bancos de corais, manguezais e tudo que compõe uma rica área estuarina. Há também o Porto de Cabedelo. Todos esses ambientes naturais recebem atenção e proteção legal dos três níveis governamentais, como Ibama, ICMBio, Sudema e a Secretaria de Meio Ambiente de Cabedelo(Semapa), além da Marinha Brasileira. Estão em território cabedelense a Floresta Nacional da Restinga de Cabedelo (Mata do Amém), com 103 hectares(imagem acima); o Parque Natural Municipal de Cabedelo(antiga Mata do Estado), com 56 hectares; e o Parque Estadual Marinho de Areia vermelha, com 230 hectares. O município também dispõe de outras Áreas de Proteção Ambiental(APA) e de Proteção Permanente(APP), além da Ilha da Restinga, com seus aproximados 530 hectares, situada do Estuário do Rio Paraíba. Todas essas áreas, em algum nível, exigem atenção da gestão municipal em parceria ou sob orientação dos órgãos ambientais, acima citados. E qual a boa notícia, ou bom exemplo? Sabe-se que tecnicamente é improdutiva e mesmo impossível a adoção de políticas públicas voltadas ao meio ambiente sem o necessário estudo técnico, análise e planejamento, além do devido amparo legal. A boa notícia é que, agora, em Cabedelo essa dinâmica passou a funcionar, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Pesca e Aquicultura (Semapa), em sintonia com os demais órgãos técnicos, de controle e com o decisivo apoio da atual gestão municipal do prefeito Leto Viana, e através das demais áreas de governo envolvidas nesse processo.

Atuais Políticas Públicas de Meio Ambiente para o município

AreiaVermelha .Cabedelo - PB.Daniell Mendes. jpg (5)

Areia vermelha – Um dos mais importantes e visitados pontos turísticos de toda a Paraíba é o Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha(Pemav), situado à altura da Praia de Camboinha, em Cabedelo(imagem acima). Carente de melhor política de manejo e fiscalização por parte de gestões anteriores, o parque em breve contará com uma sede administrativa a ser edificada na Praia do Poço. A edificação do prédio e urbanização de toda a área será feita com recursos oriundos de compensação ambiental da Petrobras. Em contrapartida, o município de Cabedelo elaborou o Projeto Arquitetônico e Urbanístico. E, de forma importante, cedeu faixa de terreno à beira-mar de propriedade do município para implantação do projeto.

mata-do-estado-cabedelo

Parque Natural Municipal de Cabedelo – O parque(imagel acima – canto esquerdo), antes sob a gestão do Estado da Paraíba, recentemente passou a ser gerido pelo município de Cabedelo, através da Semapa. Riquíssimo em exemplares de fauna e flora, principalmente da Mata Atlântica, muito em breve terá seu Plano de Manejo devidamente homologado. O plano orientará o adequado uso da área em educação ambiental para estudantes e público em geral, pesquisa e turismo, ampliando o leque de pontos turísticos de visitação na cidade.

Licenciamento Ambiental – A atual Gestão Municipal de Cabedelo também passou a emitir, através da Semapa, vários licenciamentos, como Licenças de Operação(LO), de Instalação(LI), orientando outras, como Estudo de Impacto Ambiental / Relatório de Impacto Ambiental(EIA/RIMA). Esses licenciamentos, necessários à legalização de obras da construção civil, funcionamento de empresas comerciais, industriais e de serviços, antes, eram obtidos na Sudema, na vizinha capital do Estado, João Pessoa. Dessa forma, o município não só oferece maior comodidade e agilidade na obtenção desses documentos e autorizações, como passa a contabilizar as receitas oriundas de taxas legais, bem como, de multas eventuais por infrações constatadas pela Fiscalização Ambiental.

Conselho Municipal de Meio Ambiente – Commea – Uma importante ação de política pública de meio ambiente do município, conquistada pela atual Gestão de Leto Viana foi a criação do Conselho Municipal de Meio Ambiente – Commea. Composto por membros representantes do poder público municipal, instituições técnicas e da sociedade civil organizada, o Commea recentemente passou a gerir seu próprio orçamento. Tem sido responsável pela análise e homologação dos vários alvarás e licenciamentos ambientais, bem como das diversas ações e políticas públicas do município. Como parte da reestruturação da Semapa, vem promovendo a aquisição, modernização e renovação da frota de veículos para fiscalização e coleta seletiva, equipamentos de poda, e muito em breve terá reformada sua sede administrativa, em prédio próprio e devidamente equipada, com importante redução de despesas mensais com alugueis. Mas, acima de tudo, de forma importante, o Commea tem produzido adequado ambiente de discussão e estudo de viabilidade de futuras políticas ambientais, através de reuniões mensais dos seus membros, de forma a bem orientar, com a devida transparência, decisões do Poder Executivo Municipal.

“Pela primeira vez Cabedelo tem enfrentado os desafios ambientais do município, que são muitos, com clareza e efetividade. Realmente, a atual gestão Leto Viana, em apenas dois anos e meio, permitiu grandes avanços estruturais, estimulando a equipe da Semapa a ocupar os devidos espaços, de forma a poder implementar políticas que impactem positivamente o bem-estar da população. Antes carentes de mínimos recursos para fiscalização e análise de processos, estamos agora aptos a operar dentro daquilo que a sociedade exige de nós, com menor custo e maior eficiência”, destaca Walber Farias, secretário de Meio Ambiente de Cabedelo.

Ações Positivas – A atual gestão de meio ambiente de Cabedelo, ao longo dos últimos dois anos e meio, vem conseguindo mitigar os efeitos de problemas estruturais históricos vividos pelo município, ao longo de anos, não raro, por desinteresse ou mesmo irresponsabilidade de governos anteriores. Com pulso firme, porém pautado pela legalidade, o atual Poder Executivo de Cabedelo tem buscado a necessária orientação e respaldo dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, do Patrimônio da União e demais órgãos de controle voltados ao meio ambiente, visando dar solução a algumas dificuldades históricas. São exemplos de gestão voltados a ampliar e restituir à população local e de visitantes, de forma ordenada, o usufruto dos vários recursos naturais e turísticos que a cidade dispõe.

DSCN2085

Parque Municipal Turístico do Jacaré – Nesse esforço, a gestão cabedelense conseguiu dar solução ao problema da presença de bares e restaurantes que ocupavam a Praia Fluvial do Jacaré(imagem acima), dificultando o acesso aos visitantes, além de mal gerir o descarte de dejetos sanitários. É lá onde está situado o Parque Turístico de Jacaré, um dos principais pontos turísticos de todo o Estado da Paraíba, e onde ocorre diariamente o belíssimo espetáculo do Por do Sol do Jacaré, ao som do Bolero de Ravel. Após recentes entendimentos e decisões judiciais cabíveis, as empresas foram retiradas do local, o qual foi totalmente requalificado pela Prefeitura, oferendo maior conforto e segurança aos visitantes e garantido adequada convivência com aquele ambiente natural. Em breve, a Prefeitura deverá licitar a ocupação de áreas públicas de domínio do município para exploração dos serviços de bar e restaurante, próxima ao mirante do parque, porém sem agressões ao meio ambiente e com maior conforto aos turistas e centenas de comerciantes locais.

Catamarãs_Cabedelo_g

Serviços de Catamarãs – Motivo de várias denúncias no Ministério Público da Paraíba, a desorganizada ação de empresas de serviços de transporte e turismo em catamarãs passará, em breve, a operar dentro de um novo ordenamento, sob a orientação e controle do município. Terão definidos 02 ou 03 pontos de embarque e desembarque na praia, bem como, na área protegida de Areia Vermelha. Também, passarão a ter balizados pontos de fundeio dos catamarãs, tudo em benefício da segurança de turistas e banhistas e da qualidade dos serviços oferecidos. Estão sendo revistos e readequados novos procedimentos para licenciamento e fiscalização da operação dos catamarãs, principalmente quanto a aspectos sanitários e de manipulação de alimentos.

IMG_7934

Prática do Kitesurf – As Praias de Ponta de Campina e Intermares, em Cabedelo, são conhecidas mundialmente como importantes pontos de prática do kitesurf, com centenas de adeptos(Imagem acima). No entanto, o esporte pode oferecer riscos aos banhistas, exigindo o necessário ordenamento da prática deste belo esporte ao longo das praias do município. Após várias reuniões com representantes das federações, escolas de kitesurf locais, representantes da Marinha do Brasil, do Corpo de Bombeiros e do Executivo Municipal, foi elaborado um projeto que determina pontos de pouso e decolagem dos atletas e de escolas, bem como normas de velejamento. Como exemplo, a definição de distância mínima de 150m da orla da praia para prática do esporte, além da devida sinalização das áreas indicadas às escolas com boias e bandeiras.

DSCN4115

DSCN1808

Outros – Todo um leque de outras ações e planejamentos veem sendo estudados e alguns já implantados, em benefício do meio ambiente em Cabedelo. São ações que vão desde a recuperação e urbanização das 14 praças do município a ampliação dos serviços de poda, limpeza e coleta de lixo e entulho em terrenos públicos e outros abandonados. Também, vale registro a viabilização, em parceria com o Governo Federal, do Centro de Beneficiamento das Marisqueiras. A ser inaugurado em breve, trará grandes benefícios às áreas ribeirinhas do Rio Paraíba, à altura do Bairro do Renascer, além de capacitar trabalhadores da pesca e qualificar a produção de mariscos e outros pescados, em benefício da economia daquela comunidade.

Parecem iniciativas simples, mas na verdade alteram as relações entre poder público e a comunidade local e de visitantes. Se antes havia ausência e compromisso das gestões anteriores, agora, o governo municipal ocupa seu espaço, ordenando, promovendo e qualificando as áreas e oportunidades de convivência com o meio ambiente.





Banco de Leite de Cabedelo realiza ações na Semana de Aleitamento Materno e convoca população para doações

2 08 2016

imagem-de-aleitamento-materno

O dia 1º de Agosto é lembrado como Dia Mundial da Amamentação. Durante toda a semana, diversas ações chamam a atenção da população para o tema. Em Cabedelo-PB, o Hospital e Maternidade Municipal Padre Alfredo Barbosa (HMMPAB), vai ativar o Banco de Leite Humano, inaugurado no começo do ano e que, até agora, vinha recebendo treinamento e capacitação para melhor servir à comunidade.

Desde sua apresentação, o Banco de Leite iniciou uma campanha de doação de potes para armazenamento do leite. A ação continua, e pode ser realizada no HMMPAB e no Mercado Público de Cabedelo. Em breve, todas as Unidades de Saúde da Família (USF’s) também funcionarão como Postos de Coleta. Toda a população cabedelense pode contribuir com a doação de recipientes para coleta de leite, bem como do leite humano excedente. São aceitos apenas recipientes de vidro com tampa plástica.

“O Banco de Leite é mais uma conquista do município, e junto ao Projeto Cegonha, uma das bases do nosso Programa de Valorização da Atenção Básica. Para tanto, não temos medido esforços na reestruturação dos nossos Hospitais e USF’s, das equipes profissionais em saúde, e dos necessários meios de desenvolvimento dessas ações de caráter preventivo que, no caso, garantem saúde à população desde os primeiros dias de vida”, destaca o secretário de Saúde, Jairo Gama.

20160802_095031[1]

Importância da amamentação – A princípio, todas as mulheres em idade fértil e puérperas podem amamentar. Quanto mais o bebê suga o leite materno, mais aumenta a produção deste naturalmente, com reais benefícios para a mãe e para o bebê. Algumas mães produzem leite além da necessidade de seus filhos, cujo excedente pode e deve ser armazenado e também doado a outra criança. No HMMPAB é possível ter acesso a um serviço especializado, que oferece a necessária orientação e meios adequados de coleta e oferta do estoque realizado.

“O leite materno é aceito por todas as crianças, inclusive por não provocar alergias alimentares e outras reações adversas. Depois, ressaltamos a importância do aleitamento materno nos primeiros seis meses de vida, pois o leite humano é de tal maneira completo que dispensa, inclusive, a oferta ao bebê de água, chás e sucos”, explica a diretora do Hospital, Juçara Pascoal.

O aleitamento materno traz ao bebê benefícios como o fortalecimento da imunidade e o estímulo à afetividade do binômio mãe/filho. Além disso, é o melhor alimento para o trato intestinal; diminui o risco de alergias alimentares; previne cólicas abdominais; combate a anemia; ajuda no crescimento de bebês pré-maturos e no seu desenvolvimento cognitivo; desenvolve a arcada dentária; previne doenças futuras; dentre outras.

20160802_095011[1]

 





Cabedelo-PB realiza ações no Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais

1 08 2016

Campanha_hepatites (1)

A Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), por meio da Coordenação de DST/Aids, realizou, na quinta-feira, 28 de junho, uma ação alusiva ao Dia Mundial de Combate às Hepatites Virais – 28 de julho. O evento, que aconteceu no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), em frente à Policlínica Leonard Mozart, teve por objetivo esclarecer a população sobre a doença e suas consequências, formas de transmissão e prevenção. A ação contou com serviços de aferição de pressão arterial; tipagem sanguínea; teste rápido em HIV, sífilis e hepatite B e C; glicemia; entrega de preservativos masculinos, femininos e gel lubrificante; além de orientações acerca das DST’s e sobre o programa municipal de tabagismo e vacinação para hepatite B.

 “Essa atividade faz parte do calendário nacional, no qual consta a Campanha de Combate às Hepatites Virais. O objetivo é conscientizar a população sobre a necessidade de prevenção, bem como de conhecer as formas de transmissão das hepatites, o que elas causam no corpo e  o tratamento. É uma maneira das pessoas conhecerem as doenças, se prevenirem e se testarem sempre”, explicou  a coordenadora de DST/Aids, Jéssica Ladyanne Brito, que também enfatizou a importância de campanhas desse gênero para a população cabedelense.

“A cidade de Cabedelo tem, em parte, uma população flutuante, tanto por causa do período de final e início de ano, com o veraneio, como também por conta das embarcações que chegam ao Porto. Essas condições fazem com que a população local fique vulnerável para o aparecimento das DST’s. Então, é sempre bom trabalharmos em cima disso, orientando a população sobre os métodos de prevenção. O investimento em educação em saúde também permite que, além de se prevenir, a pessoa passe a orientar membros de seu círculo social”.

Campanha_hepatites (2)

Trata-se de uma ação de caráter continuado, onde o serviço funciona sem interrupções durante todo o ano, a exemplo de outras campanhas de prevenção à várias enfermidades. E o município não tem relaxado nesse trabalho, sabendo que é sempre melhor prevenir do que remediar. Porém, é uma praxe acompanhar as orientações do Ministério da Saúde(MS) em campanhas desse tipo.

Para José da Silva Marinho, 39 anos, morador do Bairro de Renascer II, a campanha representa um benefício para a população.

“Para mim foi ótimo demais. Acho que é sempre bom a gente saber o que tem no sangue, fazer os testes para saber se vai dar alguma coisa. Graças a Deus não deu nada. Acho um negócio muito importante o que estão fazendo, aqui hoje, pela cidade de Cabedelo. Gostei muito e que continue assim sempre, tendo eventos como esse que tanto ajudam a população”, comentou.

 Registros e acompanhamento – Conforme Jéssica Brito, cabe a Vigilância Epidemiologia o trabalho de recebimento e consolidação das notificações de hepatites no município.

“As hepatites são doenças de notificação compulsória, ou seja, quando qualquer profissional da rede de saúde descobre que um paciente tem hepatite, automaticamente aquele paciente vai ser notificado para que os dados sejam enviados à Vigilância Epidemiologia e ela consolide para o Ministério da Saúde”, explicou.

Campanha_hepatites (4)

Os testes rápidos para HIV, Sífilis e as Hepatites B e C estão disponíveis  no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), nas 19 Unidades de Saúde da Família (USF’s), no Anexo da Policlínica e, exclusivamente para mulheres no momento do parto, no Hospital e Maternidade Municipal Padre Alfredo Barbosa (HMMPAB). Os testes rápidos são testes de triagem apenas. Para a confirmação dos casos, é preciso a realização de teste diagnóstico, o antiHCV, que é realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen).

 O acompanhamento dos pacientes é feito por médico hepatologista no Anexo da Policlínica e a medicação é disponibilizada junto ao Complexo Hospitalar Clementino Fraga (CHCF), em João Pessoa. De acordo com Jéssica, este ano, até agora, Cabedelo só teve um caso confirmado de Hepatite C.
Tipos e prevenções – A hepatite é um grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.
No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E, esse último mais frequente na África e na Ásia. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Elas correm o risco de as doenças evoluírem (tornarem-se crônicas) e causarem danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer. Por isso, é importante ir ao médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam a hepatite.
As ações da campanha relativa ao Dia Mundial de Combate as Hepatites Virais indicam algumas orientações para evitar as transmissões, entre elas, o uso do preservativo em todas as relações sexuais, o uso de materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e piercings e o não compartilhamento de instrumentos de manicure e pedicure.




Política paraibana e o caçuá de caranguejo

28 07 2016

Carangueijo

Não há novidade e nem originalidade no termo “caçuá de caranguejo”. A princípio, trata-se o caçuá de um par de balaios de tira de cipó onde se carrega carga de frutas, ora no lombo de animais, ora nos ombros de feirantes e ambulantes. O caçuá de caranguejo, certamente carrega esses bichos que alegram a culinária e economia de muitos nordestinos, principalmente. E o que isso tem a ver com política, ainda mais paraibana? Vejamos.

Atribui-se a paternidade do termo ao ex-ministro, governador pernambucano, congressista e jurista Gustavo Kruse. Espirituoso, nos idos anos 70/80 do século passado, em suas aulas na Faculdade de Direito, dizia aos ventos que a política pernambucana era como um “caçuá de caranguejo”. Uma alusão ao que ocorre quando um ou outro caranguejo, depois de muita luta com os demais, consegue por as primeiras unhas na beirada do caçuá. E ao invés dos demais ajudarem no impulso final a fazê-lo ganhar a liberdade e um lugar ao sol, são puxados para baixo sem piedade, misturando tudo, numa luta insana pela sobrevivência. Ou seja, uma metáfora com o que ocorria na política de lá, onde predominava o ‘cada um por si partidário’, o ‘eu sou o maior e o melhor’, o o ‘eu não preciso de ninguém’, e assim, seguia Pernambuco a perder espaço político e econômico para Bahia, Ceará e demais estados circunvizinhos, no cenário nacional. Eram tempos da Redemocratização, do retorno de Miguel Arraes, de Constituinte, quando ainda nem tínhamos Internet, por exemplo. Aquilo já durava anos e durou outros tantos para mudar. E mudou, pelo menos neste aspecto, a ponto de fazer com que Pernambuco, há pelo menos duas décadas, experimente crescimento econômico acima da média nacional, pelo menos até a chegada da crise política e econômica atual. E a Paraíba com isso?

Percebamos, apesar da experiência vizinha de longo tempo, que por aqui não se consegue nada muito diferente do lá havia há quase meio século. Vivemos politicamente um autêntico “caçuá de caranguejos”. Não precisamos dar nomes aos bois, ou caranguejos, se preferirem. Apenas observemos os fatos, o que vem na mídia e o comportamento real dos agentes políticos paraibanos.

Foquemos apenas em acontecimentos recentes no âmbito da região metropolitana de João Pessoa, à guisa de exemplo e então vejamos: Fulano, é apedrejado por Sicrano quando, tendo feito aquilo que ninguém antes quis fazer, construiu a Estação das Artes e Ciência, um Centro de Convenções, reformou o Espaço Cultural e até se submeteu a pagar o preço por apoiar eleitoralmente a roubalheira e corrupção do Governo Federal, inclusive, tendo apoiado o próprio Sicrano, antes petista, que ora lhe sacode pedras. Então, numa pretensa jogada de mestre da boa vizinhança, o dito Sicrano, é diuturnamente atacado por Fulano, somente por que fez, quando ninguém antes pensou em fazer, nem mesmo Fulano, uma maravilhosa obra de requalificação do Parque Solon de Lucena e da Praça da Independência, por entre outras obras a nível municipal. “Ah, mas isso é coisa de segundo escalão, que não tem coisa melhor para fazer. Coisa dos caranguejos miúdos que têm mania de beliscar os outros”, dizem alguns… Lamentável…

O fato é que enoja a todos a mania de fazer política apedrejando os adversários, com ou sem razão para tanto. Se há falhas, que se apresente a devida denúncia e se investigue conforme diz a lei, e pronto. Esse tempo já passou. O brasil está nas ruas já há 03 anos justamente pela falência dessa prática imoral e inconsequente de se fazer política.

Se pensarmos em termos de ser a Paraíba um dos menores orçamentos da União, no entanto, capaz de realizar os feitos que realiza, como se vê, em infraestrutura e enfrentamento da séria crise que todo o Brasil enfrenta. Se imaginarmos a possibilidade dessas forças políticas, de fulanos e sicranos num momento de amadurecimento ético e político, e entregues às reais demandas do povo, unidos em prol de um mesmo futuro, quanto não poderia a Paraíba melhor usufruir de bem-estar social? No entanto, para onde se olha, quanto à Segurança, Saúde, Educação, pra falar dessas áreas de interesse apenas, percebemos o quanto ainda temos que evoluir politicamente.

Ou seja, que nos livremos da sina(cabresto?), das cordas, desse caçuá que, de mãos em mãos, de feira em feira, conduzirão a todos, como sempre, ao caldeirão de água fervente, para consequente desfrute de alguns poucos que apreciam essa famosa iguaria da “Culinária Política Paraibana”…





Renascer III e Campina da Vila ganham em breve duas Quadras Poliesportivas novinhas

22 07 2016

20160720_130545[1]

Em Cabedelo-PB, muito em breve, duas importantes comunidades receberão, completamente reconstruídas, suas respectivas quadras poliesportivas. As populações dos bairros do Renascer III e de Campina da Vila estão de parabéns. Afinal, se organizaram junto às suas lideranças, pleitearam ao Poder Público Municipal e agora poderão ver realizar-se mais esse sonho. Não foi uma luta fácil. Nem para conquistar, nem para atender ao pleito. Diante de tantas prioridades nas áreas de saúde, educação, infraestrutura de vias públicas, saneamento e segurança, e em plena crise econômica brasileira, como dar atenção ao que, antes, era considerado algo sem muita importância? Nunca havia recursos, nem muito menos interesse. Mas isso era antes…

20160720_130621[1]

20160720_122222[1]

O Bairro do Renascer III é um dos mais populosos de Cabedelo. No entanto, o único equipamento público para esporte e lazer, a Quadra Poliesportiva, estava abandonada, semi-destruída, sem equipamentos, se acabando sob sol e chuva. Compromisso firmado e eis que ela logo estará completamente reformada. Recebeu coberta e alambrados metálicos, novo piso e arquibancadas, banheiros e depósito de equipamentos refeitos. Seu entorno, na sequência, receberá nova ambientação, com playground, equipamentos de ginástica, jardins e áreas de convivência. Sem falar na nova iluminação interna e do entorno, bem como, novos equipamentos esportivos e sinalizações.

20160720_122258[1]

Em Campina da Vila, bairro próximo ao Centro de Cabedelo, não foi diferente. Tanto a praça onde está colocada, como a Quadra Poliesportiva foram totalmente reestruturadas e reequipadas. Neste caso, a coberta metálica antes existente estava por cair decorrente de oxidações e depredações. Era um ambiente até mesmo inseguro de se frequentar, disseram alguns moradores. Trata-se de um novo conceito de administração dos equipamentos públicos, conferindo-lhes aspecto moderno, acolhedor e seguro. Ampliação e renovação da iluminação permitindo o uso do equipamento diuturnamente, em meio a jardins e árvores podadas, entre outras replantadas. Falta muito pouco…

20160720_122148[1]

 

 

Nada é sem importância na vida na cidade. Bem-estar social, cultura, esporte e lazer, uma paisagem urbana acolhedora e bem cuidada fazem toda diferença no corre-corre da vida de hoje. Os recursos existem, poucos mas existem, e precisam estar a serviço de toda a população. E isso é obrigação do Poder Público: fazer chegar ao cidadão os benefícios que ele tem direito a partir da riqueza gerada pelo seu trabalho e contribuições. Eis um bom exemplo de bom gerenciamento dos recursos públicos.

Obs: Fotos colhidas em 20.07.2016

 

 

 








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.