Cabedelo faz bonito no 6º Festival de Turismo de João Pessoa

24 10 2016

Prefeitura Municipal apresenta atrativos e estrutura turística de Cabedelo no 6º Festival de Turismo de João Pessoa

feira_turismo_jpa_cabedelo1

A cidade de Cabedelo, no Litoral Norte Paraibano participou, nesse fim de semana, da 6° edição do Festival de Turismo de João Pessoa, que aconteceu no Centro de Convenções. Um stand foi montado no evento, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), promovendo a divulgação de pontos turísticos da cidade, opções de pousadas, gastronomia e artesanato locais.

Durante a feira, ainda houve exposição de peças produzidas por artesãs cabedelenses, por meio do programa Ondinas Cabedelo, que promove e incentiva o artesanato local, um dos mais exitosos programas municipais de emprego e renda.

O Festival de Turismo de João Pessoa é um dos seis eventos patrocinados pelo Ministério do Turismo no Brasil, e promove a divulgação de roteiros turísticos no mercado nordestino. O evento, voltado apenas para profissionais do turismo, é a maior referência entre os agentes de viagem do nordeste e tem apresentado a cada edição novos expositores interessados em comercializar seus produtos.

Para a secretária de Turismo, Jamile Queiroz, participar do Festival possibilita maior visibilidade para o município de Cabedelo, que detém pontos turísticos importantes na Paraíba, a exemplo do Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha, Pôr-do-sol de Jacaré e a Fortaleza de Santa Catarina.

“A Prefeitura nos possibilitou a participação, pela primeira vez, com um stand próprio para fortalecer a divulgação e a promoção do turismo no nosso município. Aqui, apresentamos além dos pontos turísticos da cidade, os meios de hospedagem e alimentação, mostrando aos agentes que estamos preparados para receber e acomodar nossos visitantes”, destacou.

Dentre as ações que vêm sendo realizadas para fomentar ainda mais o turismo local, estão a reforma e recuperação do Parque Turístico do Jacaré e a revitalização das ruínas do Almagre, em Ponta de Campina.

feira_turismo_jpa_cabedelo

 

Cabedelo faz parte da Região Metropolitana de João Pessoa, e fica situada ao norte da Capital. É reconhecida como um dos principais roteiros de praia da região e internacionalmente para a prática de kite surf. Banhada pelo Oceano Atlântico à leste e pelas águas do Rio Paraíba à oeste, oferece condições ideais para passeios náuticos a motor e vela, oferecendo toda estrutura e suporte de marinas e assistência técnica.

A cidade portuária, através da atual gestão, vem recebendo inúmeros investimentos em infraestrutura visando requalificar as áreas de recepção ao turista e veranistas que a visitam oriundos de todos os recantos do Interior do Estado.

Fonte: Secom – Cabedelo

 

 





Fórum discute relação entre nutrição e câncer de mama durante o Outubro Rosa em Cabedelo-PB

19 10 2016

x-dicas-para-evitar-cancer-de-mama-575x383

“Tive câncer de mama, mas, graças a Deus, já estou curada. É difícil quando a gente descobre. É muito difícil a dor. A gente acha que acabou tudo, que não tem mais como trabalhar. Um mês depois que eu estava sendo acompanhada, comecei a entender que era só uma doença que tem remédio e tem jeito. Quando descobri, através do autoexame, fui correndo ao postinho que ficava perto de minha casa e, naquele dia mesmo, a médica que me atendeu descobriu que era um nódulo que precisava dos exames e tudo, a partir daí, foi só exames, tratamento e querer viver”.

O depoimento acima é da cabeleireira Gilvândia Lucia Soares, e emocionou a todos os presentes no Cabedelo Clube nesta terça-feira (19), por ocasião do III Fórum Outubro Rosa, realizado pela Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPM). Sob o tema “Nutrição e prevenção juntas contra o câncer de mama”, o evento fez parte da programação do mês destinado a promover a conscientização para a prevenção da doença em toda a Cabedelo.

O público formado por autoridades, funcionários, estudantes e população teve a oportunidade de debater a questão central do Fórum a partir da palestra proferida pela professora do Departamento de Nutrição da UFPB, Pâmela Rodrigues Martins Lins. O evento também contou com a presença de mulheres que venceram o câncer de mama, a exemplo de Gilvânia. Ela e outras doze “sobreviventes” desfilaram peças confeccionadas pelas artesãs do projeto Ondinas Cabedelo, e expuseram sua luta e vitória contra a doença.

“A realização do III Fórum é bastante importante para o município, porque é o momento de chamamento, de alerta para a problemática do câncer de mama. A partir do momento em que se alerta a população para a prática do autoexame, por exemplo, estamos investindo na prevenção, sobretudo quando temos em mente o diagnóstico precoce, que aumenta consideravelmente as chances de cura”, comentou a secretária da Mulher, Mônica Pimentel.

A temática do Fórum constituiu-se em uma novidade. Diferente das edições anteriores, em que a palestra central ficava a cargo de uma mastologista, o foco deste ano foi para a nutrição e a importância da alimentação saudável para a prevenção do câncer. Para a professora Pâmela Rodrigues, a realização do Fórum, além da felicidade de discutir uma temática bastante contemporânea, demonstra uma preocupação com a saúde de base no município.

“A nutrição na prevenção do câncer é uma temática bem discutida hoje em dia, diante da importância da alimentação saudável na prevenção de diversas doenças. E o câncer de mama, em especial, é um câncer bem estigmatizante na população feminina. Prevenir essa doença é bem importante para melhorar a autoestima da mulher, para manter uma saúde completa e plena. Em todos esses aspectos, a nutrição participa tanto na prevenção como também na melhora do tratamento e no resultado do pós-tratamento quimioterápico, radioterápico ou cirúrgico. A alimentação é a coisa mais básica que temos, então um Fórum municipal que levanta esse questionamento, realçando essa importância para a população como um todo, visa realmente a promoção da saúde. Acho extremamente importante que outros eventos como esse sejam realizados em outros grupos populacionais”, destacou.

Outubro Rosa – O Outubro Rosa é uma promoção da Secretaria de Saúde de Cabedelo, e constitui uma campanha integrada para a conscientização da população para os riscos do câncer de mama e da importância da prevenção através do autoexame, realização de mamografia e o cultivo de hábitos alimentares saudáveis. Durante todo o mês, os serviços de saúde são mobilizados, com ações e palestras relativas à prevenção do câncer de mama.

A atenção à saúde das mulheres em Cabedelo envolve toda a rede de atenção básica e especializada. Nos 20 Postos de Saúde da Família (PSF’s) da rede são ofertados apoio nutricional, atividades físicas, atendimento de prevenção do câncer de colo do útero, coleta de exame citopatológico, exame clínico das mamas, palestras de prevenção e conscientização, planejamento familiar, pré-natal, consulta puerperal, atendimento com ginecologista do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

A Policlínica conta com o mamógrafo e profissionais especializados (Ginecologista e Mastologista) para atender a demanda, pré-natal de alto risco, exame de ultrassonografia e colposcopia. No Anexo, a população tem acesso a consulta de mastologia, ginecologia e pré-natal de alto risco.

Já no Hospital e Maternidade Municipal Padre Alfredo Barbosa (HMMPAB), que passou por reforma em 2015, é feito o apoio às mães, teste do pezinho e da orelhinha para os recém-nascidos, atendimento de urgência em ginecologia, obstetrícia, parto, cirurgia de laqueadura e planejamento familiar.

images





Prisioneiros e míopes II

13 10 2016

presidiolotado

Em setembro de 2009 eu iniciava este blog e me aventurava em temas por vezes complexos, porém, de alguma importância geral. Não raro, escrevia sobre notícias e assuntos que ocupavam a grande mídia. Numa dessas abordagens publiquei aqui um rápido texto, mais uma reflexão a respeito do sistema prisional brasileiro, onde se discutia a necessidade de construção de presídios de segurança máxima. Transcrevo abaixo aquele conteúdo e seu link, cujo texto recebeu o título “Prisioneiros e míopes”… Link: http://wp.me/pBrmj-11

“No início dessa década, ocupou espaço na mídia e na política nacional o assunto das Prisões de Segurança Máxima, propostas pelo Ministério da Justiça, discutido de norte a sul, falando, entre justificativas e projeções, em cifras BILIONÁRIAS. Falou-se muito na pré-falência do sistema penitenciário brasileiro – um fato incontestável. Eu dizia a amigos e gritava pra mim mesmo: só funcionará se, para cada real aplicado em prisões, outros dois reais forem usados na educação de base. Fora isso, daqui a oito ou dez anos, as novas prisões estarão obsoletas e o problema agravado.

Será que eu vi errado ou gritei pouco?”

Texto de hoje:

Bem, passaram-se 07 anos – quase uma década -, e as coisas não parecem ter melhorado, apesar da construção de alguns desses presídios pelo País afora. Continua latejando na sociedade a superlotação nos presídios, um contingente de milhares de mandados de prisão por ser cumpridos por falta de vagas e a sensação de que a Justiça já vai tarde.

A notícia atual refere-se ao desejo do atual presidente Michel Temer de endurecer as regras para liberação de presos condenados por corrupção ou crimes violentos, o que parece sensato e justo. Mas, também, a discussão tem esbarrado justamente no problema do deficit prisional, na carência de vagas no sistema, entre outras mazelas. Logo, logo, veremos algum esperto, do governo ou não, anunciando incentivos governamentais para construção e operacionalização de presídios, decorrente das agruras impostas pela famigerada crise econômica que atinge o Brasil.

E quanto à Educação, o que foi feito dela? A meu ver, vergonhosamente, piorou e muito!, tal como nos mostram os vários indicativos oficiais largamente demonstrados ao nosso povo, refém dessas mentes brilhantes que nos governam há décadas. Talvez, agora já não bastem os dois reais para a Educação para cada um real gasto com presídios, como desejei sete anos atrás. Multipliquemos algumas vezes esse valor e talvez, apenas talvez, mudemos essa realidade.

Décadas atrás, um estudioso do assunto Segurança Pública dizia, a meu ver com alguma propriedade, que quando tudo o mais, todo o aparato social, como família, escola, mercado de trabalho, economia, igreja, entre outros, já havia falhado, eis que se esperava dos órgãos de segurança a solução do problema da delinquência, do crime, por entre tráfico e o consumo de drogas. Nada diferente de hoje. E por aí vai…

Sem Educação essa conta jamais fechará…





Maquiavel: precursor da Democracia Moderna

11 10 2016

Por Rubens Pinto Lyra (*)

download

No artigo anterior abordamos o maior quiproquó da História: aquele que associou o “comunismo soviético” à teoria marxiana.  Também imenso é o que se relaciona com Maquiavel, já que o pensador italiano – apesar da sua grandeza – ficou conhecido apenas pelo  adjetivo maquiavélico ou o substantivo maquiavelismo para qualificar práticas traiçoeiras – especialmente  a dos governantes – com o objetivo de  manterem-se no poder. Ainda mais grave: na Academia, a grande maioria dos “cientistas políticos”, por  desconhecimento ou por perfil conservador (ou por ambos) , se limita a comentar as lições de pragmatismo de Maquiavel  – em geral descontextualizando-as –  como se esse aspecto do seu pensamento político fosse o  nec plus ultra  da sua obra. Na verdade, mais ampla e profunda é a contribuição daquele que é considerado o fundador da Ciência Política. Ela foi muito além da secularização do estudo da política, conferindo-o objetividade científica, ao afastar as explicações religiosas das análises dos fatos ocorridos na vida social.

Com efeito, Maquiavel foi o primeiro a ter uma visão distinta daquela que concebia a divisão da sociedade como natural, criada por Deus, com classes supostamente complementares e harmônicas entre si, onde cada uma delas concorreria  para a realização do “bem comum”.

Assim,  no capítulo IX  de O Príncipe – sua obra mais conhecida –  constata, em todas as sociedades, a existência de forças opostas “ e isto nasce do fato de que o povo não deseja ser governado e oprimido pelos grandes  e estes desejam governar e oprimir o povo”. Considerar  que a sociedade é dividida em classes antagônicas, com interesses contrários,  e que esse antagonismo é fruto da opressão,  representa análise de vanguarda, de uma lucidez ofuscante, especialmente se comparada com a  visão teológica do poder, solidamente estabelecida, à época, nos séculos XV e XVI.

Para o pensador florentino,  a oposição  entre nobres e plebeus – modernamente compreendida como luta de classes –  expressa conflitos sociais que  são legítimos e, mais do que isto, constituem o motor da vida social. Ele via no entrechoque dos contrários o exercício consciente da cidadania, a fonte geradora da estabilidade e do progresso social. Portanto, para Maquiavel, o regime republicano, garantidor de direitos e de liberdades, também necessita incorporar o reconhecimento efetivo do contraditório, do diferente, daquelas forças sociais que não estão necessariamente dispostas a comungar com os valores sociais dominantes.

A crítica do Mestre de Florença desconstrói os mitos sobre os quais se baseou a  concepção de sociedade e de classes sociais, veiculada pela Igreja,  mas que continuam sendo aceitos por todas as correntes conservadoras, seja democráticas, seja autoritárias. Confrontemos as concepções de Maquiavel, aqui expostas, com a adoção,  pelo governo títere, como símbolo de sua gestão, do lema positivista “Ordem e Progresso” . Nesse caso, o “progresso” é apresentado em uma relação estática com a “ordem”. Ordem, no caso em espécie, se confunde com status quo, e com o seu arcabouço legal, dissociado da dinâmica que o gera.

Para Maquiavel, é o contrário: o progresso deriva da desordem, assim como a união da desunião,a liberdade da tirania. Assim, só é legítima a ordem derivada do conflito, da luta dos contrários, do qual resulta novo ethos, novas leis e nova convivência social. Maquiavel foi um pensador revolucionário porque demoliu os mitos relacionados com sociedades constituídas com base em uma suposta harmonia social. Pode assim, delinear as funções do moderno Estado Democrático, entendido, não como promotor do bem comum – que não existe – mas como árbitro dos antagonismos de classe, cuja dinâmica, enaltecida por ele, constitui a mola propulsora da práxis democrática contemporânea.

(*) Pós- Doutor em Ciência Política (Université de  Picardie-França).

 





Sem conteúdo, oposição de Cabedelo dorme na mentira

29 09 2016

img-20160927-wa00891

Uma pena! Não chega a ser uma novidade em se tratando das Oposições em Cabedelo. Aliás, como tenho dito: que Oposições? Oposição tem algum conteúdo a defender, a contrapor seu adversário, a animar sua militância. Mas, em Cabedelo, esqueçamos essa virtude política.

Reta final da campanha nas Eleições 2016. Bate o desespero nas candidaturas que se dizem oposição ao atual prefeito e candidato à reeleição Leto Viana (PRP). Bem à frente nas pesquisas extraoficiais que circulam no boca a boca da cidade, Leto não tem adversários à altura na campanha majoritária, apesar de o segundo e o terceiro colocado já terem desistido do pleito e aderido vergonhosamente à segunda colocada, Eneide Régis (PTB), mesmo após, todos os dois, terem iniciado suas respectivas campanhas dizendo cobras e lagartos da própria Eneide – algo cômico de se ver.

Mas não ficam por aí e usam e abusam da mesma sujeira que exala seus odores dentro desse caldeirão improvisado e recheado de falsas misturas que se tornou suas candidaturas. De verdadeiro mesmo, só o leque de mentiras desavergonhadas que passaram a cuspir a ermo e no rosto do eleitor cabedelense, nesses momentos finais da campanha. Dói até mesmo no coração de boa parte de sua própria militância que, em bom número passou a aderir à Onda Amarela 44 de Leto Viana. Até o comitê em Intermares do candidato desistente Fernando Sobrinho foi enfeitado com adesivos e cores da Onda Amarela. Uma Humilhação!

Como disse, não há grande novidade. Afinal, enquanto vereadores de Cabedelo, esses mesmos desistentes e acovardados, entre outros péssimos parlamentares ditos de oposição, veem gastando seu tempo a criar factoides e mentiras a respeito do desempenho e caráter do prefeito e candidato Leto Viana. Aliados ao que se tem chamado de “Imprensa Empinadora de Cobra”, com o radialista Nilvam Ferreira à frente, não se acanham de achincalhar a honra e os bons resultados da atual gestão municipal de Cabedelo.

O cardápio de invencionices se repete: “Vamos liberar a Licença do Shopping de Intermares”, se esgoelam a mentir, tentando recuperar o ânimo de uma parcela da população bem ludibriada por esse discurso demagógico e mentiroso. Empresa Marquise e Empinadores de Cobra juntos a faltar com o mínimo respeito para com a população. Enquanto isso, carros de som propagam horários diferentes da agenda de campanha da Onda Amarela, tentando distrair e desvirtuar a militância do 44. Sobem nos palanques a falsear notícias de USFs fechadas, de serviços médicos inoperantes, de falta de remédios e outras mentiras. Mas conseguem apenas atirar nos próprios pés, ante as maravilhas que a atual gestão tem conseguido fazer, justamente na Saúde de Cabedelo. Ou seja, não escondem suas incompetências de ontem , de hoje e de sempre.

De tudo, no entanto, resta pior anunciarem em alto e bom tom, pra todo mundo ouvir muito bem, que Eneide Régis é uma mera fantoche, representando o marido e ex-prefeito que, após 08 anos de mandato, conseguiu amealhar apenas infortúnios para a cidade, fortunas para si, e pelo menos seis condenações na Justiça por improbidade administrativa. Ela ainda superou-se em comício recente, ao reconhecer de público: ” Eu ainda não sei ser uma prefeita, mas tenho esperança que conseguirei ser”… É assim, acreditem…

E assim, melancolicamente, segue a caminhada fúnebre de uma péssima oposição, de várias cores e legendas, que ainda precisa, primeiramente, aprender a respeitar a população cabedelense.





Cemfisio de Cabedelo atende 750 pacientes por mês inclusive em Neuropediatria

29 09 2016

img-20160929-wa00231

 

Com uma equipe de 13 profissionais de fisioterapia e enfermagem altamente qualificados, o Centro Municipal de Fisioterapia Maria do Socorro Ferreira Costa (Cemfisio), em Cabedelo, vem se consolidando como importante serviço de fisioterapia da região metropolitana e chega a atender 750 usuários mensalmente.

Compondo o quadro de Serviços Especializados oferecidos pela Secretaria de Saúde de Cabedelo (Sescab), o centro oferece atendimento gratuito nas áreas de traumatologia, reumatologia, neurologia, geriatria, oncologia e respiratória. Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 16h00, cujos pacientes precisam ser devidamente encaminhados pelos médicos das Unidades de Saúde do município.

img-20160929-wa00281

Atendimento em neuropediatria – Desde maio de 2016, decorrente da maior incidência de casos de microcefalia, bem como com intercorrências de casos de paralisia cerebral e autismo, o Cemfisio implantou o atendimento em neuropediatria. Esse serviço especializado traz grande conforto à população cabedelense, que não precisa deslocar-se para grandes centros em busca de atendimento.

Ainda como parte do planejamento de reestruturação e requalificação dos equipamentos e serviços de saúde em Cabedelo, a Sescab também realizou reforma contemplando as partes elétrica e hidráulica do prédio, além de sua pintura geral.

img-20160929-wa00291

“Recentemente, temos evoluído bastante na qualidade e ampliação do número de atendimentos na atual gestão Leto Viana. Para tanto, temos recebido total apoio da Sescab para melhoria das nossas instalações, bem como, na qualificação do nosso quadro de profissionais”, diz a diretora Geane de Melo Azevedo.

O Cemfisio fica no bairro de Formosa e os interessados podem contatar pelo fone (83) 3250.3334.

img-20160929-wa00211





Leto destaca investimentos em saúde e exalta entrega da 7ª USF reformada e ampliada em Cabedelo

27 09 2016

unnamed

Ao assumir a gestão em Cabedelo, o candidato à reeleição Leto Viana (PRP) encontrou sucateamento em todas as áreas: escolas, creches, várias ruas, prédios públicos e unidades de saúde. Uma de suas primeiras medidas foi iniciar a recuperação desses equipamentos, principalmente das Unidades de Saúde da Família (USF), 20 ao todo em Cabedelo e em estado muito ruim de conservação. No total, em menos de três anos, já foram sete entregues totalmente reformadas e ampliadas, beneficiando mais de 20 mil pessoas, em um investimento de, aproximadamente, R$ 250 mil.

Nesta terça-feira (27), mais uma USF foi devolvida à população, a do Jardim Manguinhos. A Unidade estava fora dos padrões recomendados pelo Ministério da Saúde (MS) e, agora, conta com salas de expurgo e esterilização, além de WCs sociais masculino e feminino, antes inexistentes.

O prédio também recebeu climatização, recuperação de pisos e coberta, pintura geral, sala de dispensação de medicamentos (farmácia); três consultórios médicos e um odontológico; sala de vacina, copa e WC para funcionários.

“Sempre foi prioridade de nossa gestão melhorar a saúde de Cabedelo e oferecer um serviço de qualidade à população. Com a USF de Jardim Manguinhos, já são sete as unidades de saúde entregues amplamente reformadas. Investimos mais do que era obrigatório em saúde: o MS determina 15%, nós revertemos 20% para obras e ações nesse setor. Fizemos pouco, para o tanto que os cabedelenses precisam. Mas, o que fizemos já mudou a cara da saúde da cidade. Agora, a população não precisa ir a João Pessoa em busca de bom atendimento. Ao contrário, estamos nos tornando referência na região metropolitana. O que é motivo de muito orgulho e nos dá ainda mais força para continuar trabalhando em busca de mais qualidade em atendimento e serviços para o povo de Cabedelo”, destacou Leto.

USFs reformadas – Além da USF de Jardim Manguinhos, já foram reformadas as USF de Intermares, Salinas Ribamar, Renascer II, Camalaú, Camboinha e Poço. As duas novas USFs de Jardim Camboinha e Recanto do Poço estão em fase final de obras e devem ser entregues à população em breve.

unnamed-2